Aprendizagem coletiva e avanços tecnológicos e ambientais na agricultura paranaense

Amália Maria Goldberg Godoy

Resumo


Existem várias abordagens sobre a agricultura paranaense dos anos 1970-80, a maior parte centrada nos impactos sociais, econômicos e ambientais e na discussão do papel do Estado e do mercado. Este artigo apresenta uma experiência diferente que engloba agentes sociais locais que, atingidos pelos resultados precários – ambientais e econômicos – das políticas públicas estaduais implementadas, realizaram arranjos sociais interessantes e autônomos. A interação entre esses agentes permitiu o aprendizado coletivo, que, por sua vez, resultou em avanços técnicos e redirecionamentos das próprias políticas estaduais de minimização dos impactos ambientais.

Palavras-chave


Aprendizagem coletiva; Agricultura paranaense; Project Management Institute of South Africa (PMISA); Paraná rural

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

R. Paranaense Desenv. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social, Curitiba, PR, Brasil, ISSN 2236-5567 (online) e ISSN 0556-6916 (impresso) - revista@ipardes.pr.gov.br

Indexada em:

Dialnet