Matriz Insumo-Produto

 

 

MATRIZ INSUMO-PRODUTO DO PARANÁ - 2015

 

 

A matriz de insumo-produto apresenta as relações entre os setores da economia ao registrar os fluxos de bens e serviços e demonstrar as relações intersetoriais dentro do sistema econômico de um país ou estado. Pode ser utilizada para estimar o impacto sobre a produção, emprego e renda das atividades econômicas, de projetos governamentais, do setor privado sobre a economia local e nacional.

O Paraná se posiciona entre as cinco principais economias estaduais do País. O dinamismo da economia paranaense aponta a necessidade de constante análise. Considerando esse contexto, o objetivo deste estudo é o desenvolvimento e análise da Matriz Insumo-Produto (MIP) do Paraná de 2015. A MIP foi construída com base na Tabela de Recursos e Usos (TRU) do Estado, que, por sua vez, traz informações obtidas por meio de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e). A análise setorial por meio da MIP permite identificar quais os setores preponderantes sob diversas óticas, tais como geração de renda e emprego, inter-relação setorial, multiplicadores de valor adicionado e de impostos, entre outras. Dentre os resultados alcançados, os setores que se destacaram como setores-chave, no que impulsionam a economia paranaense como importantes fornecedores e demandantes de produtos foram: Comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas; Transporte, armazenagem e correios; Fabricação do coque de produtos derivados do petróleo e de biocombustível; Geração e distribuição de eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana; Serviços de informação; e Fabricação de produtos químicos.

 

Matriz Insumo-Produto (Planilha XLS)

 


 

EDIÇÃO ANTERIOR

 

MATRIZ INSUMO-PRODUTO DO PARANÁ - 2008

A matriz de insumo-produto apresenta as relações entre os setores da economia ao registrar os fluxos de bens e serviços e demonstrar as relações intersetoriais dentro do sistema econômico de um país ou estado. Pode ser utilizada para estimar o impacto sobre a produção, emprego e renda das atividades econômicas, de projetos governamentais, do setor privado sobre a economia local e nacional. Por exemplo, a mensuração da importância do agronegócio na economia brasileira foi analisada no estudo realizado por Guilhoto, Furtuoso e Barros (2000). Para a economia regional, os trabalhos de Haddad (1995) analisam a estrutura da economia de Minas Gerais, e Kureski (2011) estima o Produto Interno Bruto do macrossetor da construção civil paranaense. Para a matriz de insumo-produto paranaense utilizou-se como parâmetro a matriz brasileira de 2005, publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Nota Técnica

Matriz Insumo-Produto (Planilha XLS)

Matriz Insumo-Produto (PDF)

 

 

TABELA DE RECURSOS E USOS DO PARANÁ - 2008

O Paraná posiciona-se como uma das principais economias brasileiras, a quinta maior do País, respondendo por 5,78% do PIB nacional em 2011. Diante da riqueza e das particularidades do Estado, o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES) direcionou seus esforços à construção da Tabela de Recursos e Usos (TRU) para o ano de 2008. A TRU paranaense é uma ampla representação dos fluxos econômicos ocorridos no ano de 2008, ao mostrar todas as operações dos bens e serviços produzidos e consumidos pelas atividades econômicas do Paraná. As tabelas de recursos e usos apresentam os componentes do valor adicionado e o pessoal ocupado, por atividade econômica. A TRU paranaense de 2008, desenvolvida pelo IPARDES, apresenta-se como fonte coerente e consistente para a construção da Matriz Insumo-Produto (MIP) que retrata fielmente a economia do Estado. Assim, este trabalho visa apresentar a construção da MIP do Paraná para o ano de 2008 e avaliar os impactos econômicos por meio dessa poderosa ferramenta.

 

Metodologia

Tabelas (Planilha XLS)